Oclusão, DTM e planeamento digital para a reabilitação oral protética

2,700.00

 

     

Curso para: Médicos Dentistas

Formadores:
Dr. Reinaldo Missaka e Dr. Matsuyoshi Mori
Data: Por definir.
Limite de alunos: 15
* Curso sujeito a mudança de data senão preencher 50% das vagas.

Categoria:

Descrição

Módulo 1:
Tema: Desmistificando a oclusão.

“A Odontologia do Futuro foi e sempre será determinada pelos cuidados com a Higiene Bucal e a aplicação correta dos conceitos de Oclusão e Dinâmica Mandibular”. (Peter Dawson-Congresso ADA-1992)

A importância da Oclusão na clínica diária desde o tratamento de uma cárie dentária até reabilitações orais protéticas com ou sem implantes é um tema cada vez mais abordado em toda discussão em Congressos e cursos nas mais diferentes áreas da Odontologia. Essa frase dita por Peter Dawson em 1992 no Congresso da ADA por incrível que possa parecer, caiu como uma “ducha de água fria” onde a Osseointegração, os implantes orais, enxertos ósseos e etc… dominavam o tema desse Congresso. Mas, sua visão sobre a “Odontologia do Futuro” que pensando bem é a “Odontologia do Presente”, se mostra completamente correta visto que os maiores fatores de insucesso nos tratamentos odontológicos são exatamente a dificuldade de higienização pelo paciente e problemas oclusais de tratamentos realizados.

Fundamentados nisso, esse primeiro módulo do curso de formação na Oralplan visa eliminar um possível “trauma” ou pré conceito de complicação sobre o tema OCLUSÃO de uma maneira simples e prática de forma a analisar os conceitos para “desmitificá-los” e possibilitar a sua aplicação clínica diária, evitando fracassos de tratamentos provocados pela má oclusão.

Passo 1: Compreensão de conceitos de Oclusão

Relação Cêntrica (RC), Máxima Intercuspidação (MIC), Oclusão Cêntrica (OC), Engramas.

Passo 2: Características de uma oclusão ideal para o diagnóstico de maloclusão

  1. ATM em relação Normal
  2. Contatos bilaterais e simultâneos nas posições cêntricas
  3. Cargas axiais
  4. Lado de Trabalho sem interferência
  5. Lado de Balanceio sem interferência
  6. Protrusão com desoclusão posterior
  7. Guia Anterior em harmonia com o sistema neuromuscular

Módulo 2:
Tema: Exame clínico e diagnóstico das alterações das ATMs.

Essa afirmação de Moffett mostra a importância do conhecimento e domínio da Anatomia funcional do sistema mastigatório pois as alterações e desordens temporomandibulares em sua grande maioria resultam de uma disfunção (alteração da função).  E se a relação maxilo mandibular do paciente estiver incorreta, todo o planejamento reabilitador será realizado também de maneira incorreta. Para o diagnóstico das alterações da(s) ATM(s), um abrangente exame clínico é fundamental e a previsibilidade do tratamento da DTM é possível.

Portanto, nesse segundo módulo do curso se abordará o exame clínico, as hipóteses diagnósticas e as diferentes modalidades de tratamento para pacientes com DTM. Todas essa etapas desde a anamnse, exame objetivo, dispositivos interoclusais, tratamento de parafunções e fases clínicas serão realizadas em pacientes através de um formato clínico e discussões dos casos.

Passo 1: Revisão de Anatomia Funcional do Sistema Mastigatório

Passo 2: Exame Clínico

  1. Anamnese
  2. Exame fisico
  3. Imagenologia
  4. Clínica – Palpação de estruturas anatômicas e discussão de casos clínicos
  5. Análise oclusal

Passo 3: Fisiologia da mastigação (Função mastigatória)

  1. Entender como ocorre a trituração do alimento
  2. Quais são as estruturas que trabalham durante as fases do ciclo mastigatório
  3. Disfunção
  4. Hipóteses diagnósticas em DTM

Passo 4: Tratamento de DTM

  1. Dispositivos interoclusais
  2. Fisioterapia mandibular
  3. Cirurgia de ATM

Módulo 3:
Tema: Tecnologia na Oclusão.

Atualmente, junto com a evolução da tecnologia em todas as áreas e a sua aplicação cada vez mais presente na medicina dentária nas diferentes especialidades como a reabilitação oral protética, ortodontia, implantodontia, estética e etc…, os métodos de diagnóstico e tratamento vêm-se otimizando de forma a contribuirem com a prática clínica da oclusão. Para tanto, a integração entre o médico dentista e o profissional do CAD e CAM é fundamental pois cada qual deve realizar o seu trabalho de maneira a conjugarem as áreas de atuação. A obtenção e utilização de imagens, desde a fotografia padronizada passando pelas reconstruções de tomografias, até a construção de aparelhos interoclusais, os sistemas digitais podem agilizar e facilitar a conduta clínica diária. Com esse foco, o terceiro módulo do curso procura explorar de forma prática e clínica, os requisitos fundamentais para a aplicação da tecnologia na medicina dentária, baseada em conceitos da oclusão fisica, para o entendimento e formação de protocolos a serem seguidos na reabilitação oral.

Passo 1: Físico + Digital e não Físico x Digital.

Passo 2: Utilização de sistemas CAD.

Passo 3: Utilização de sistemas CAM.

Módulo 4:
Tema: Estética com Ética.

Muito se tem abordado o tema estética com foco exclusivo nos diferentes materiais empregados na odontologia e a simbiose entre a aparência e a função não pode ser ignorada. Para tanto, os conceitos sobre os padrões de estética, anatomia e forma dentária, função, a textura e seleção de cor são fatores que se aplicam individualmente a cada paciente otimizando o resultado final de maneira que promova não só a satisfação do paciente mas também a do profissional. E muitas vezes isso não é observado em reconstruções estéticas puras como facetas, coroas, implantes e etc… um diagnóstico correto tanto de tecidos moles e duros determinam o planejamento da reabilitação oral.

As possibilidades de melhoras na estética bucal do paciente, desde um clareamento dental até próteses sobre implantes totais com seu planejamento estético-funcional, serão o tema desse quarto módulo do curso de formação na Oralplan.

Passo 1: Estética e Função

Passo 2: Princípios de Estética em Odontologia.

Passo 3: Cor e textura.

Passo 4: Estética de tecidos moles.

Passo 5: Visagismo.

Módulo 5:
Tema: Ajuste Oclusal e Estabilidade Mandibular.

A necessidade de ajuste oclusal nas mais variadas formas de tratamento odontológico é evidente e cada dia mais valorizada pois se não for realizado, tem sido relatado como uma das principais causas de insucessos e de DTMs. Além disso, a recuperação da funcionalidade do sistema mastigatório prevista como objetivo de todo esse curso de formação só faz sentido se a sua proservação e estabilização ocorrerem. Para tanto, um bom planejamento de um correto ajuste oclusal por acréscimo e/ou desgaste seletivo, a recuperação de dimensão vertical de oclusão e as consequências de se ter uma relação maxilo mandibular incorreta são os temas desse quinto módulo do curso.

A partir do movimento mandibular funcional, saudável e reprodutível, o diagnóstico exato da dimensão vertical de oclusão será tema de discussão clínica, bem como um protocolo simples e prático demonstrativo em um paciente será realizado de maneira totalmente digital, comparando-se com o articulador físico.

Módulo 6:
Tema: Manutenção e estabilidade funcional de reabilitações pós tratamento de DTM.

O diagnóstico de que modalidade terapêutica em reabilitação oral é mais indicada para se estabilizar a relação maxilo mandibular de um paciente pós tratamento de DTM depende sobretudo da experiência clínica do profissional e de uma avaliação abrangente das condições presentes na boca do paciente. Outros fatores também devem ser avaliados como tempo de tratamento, custos, praticidade e previsibilidade do tratamento, e etc… Tecnicamente, Okeson (1992) sugere a “Regra dos Terços” como instrumento para esse diagnóstico.

Dessa maneira, quando o ajuste oclusal por acréscimo e/ou desgaste seletivo não é possível, a utilização de orteses é uma das importantes alternativas para a estabilização oclusal temporária para a terapia final, que pode ser a ortodontia, a prótese com ou sem implantes e a cirurgia ortognática.

Nesse módulo da formação, será abordada de forma prática, clínica e laboratorial, física e digital, as bases conceituais para a elaboração desde o planeamento até a confecção propriamente dita desses tipos de aparatos.

Uma pergunta se faz importante para o clínico geral em relação ao tratamento de DTM: “E se eu fizer o tratamento mal ou não fizer nada para o paciente com DTM???”

Serão abordados nesse ultimo módulo do curso, os tipos de patologias e a capacidade de degeneração e regeneração FUNCIONAL que o organismo pode executar frente à agressão em geral sob a forma de trauma que ele recebe.

Passo 1: pós placa com ortodontia

Passo 2: pós placa com Prótese

Passo 3: pós placa com Implantes

Passo 4: “Degeneração e Remodelação Funcional”.

 

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Oclusão, DTM e planeamento digital para a reabilitação oral protética”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×